quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Parabéns Carris: 147 anos a mexer com Lisboa

A Carris completa hoje mais um ano de vida. São já 147 anos desde o dia em que foi fundada no Brasil, a 18 de Setembro de 1872. Desde então muito mudou. Se inicialmente os serviços de transportes começaram por carros puxados por animais, os "americanos"; vieram mais tarde os eléctricos a 31 de Agosto de 1901 e seguiram-se depois os autocarros nos anos 40 adquiridos para serviço à Exposição Mundial que se realizou em Belém. Ao longo dos anos, construíram-se novas estações, e apostou-se fortemente na renovação da frota o que fez com que a Carris tivesse obtido a certificação em 2006. 

Até ao ano de 2011 a Carris vinha então, continuando a apostar na melhoria do serviço, com a vinda de novos autocarros, mas esquecendo um pouco a aposta nos eléctricos. Contudo, a empresa passou nos últimos anos por vários processos de reestruturação e actualmente a gestão da Carris está a cargo da Câmara Municipal de Lisboa, que tem vindo a apostar no modo eléctrico, e reflexo disso, foi o regresso do 24E há 2 anos atrás, linha esta que estava há 23 anos suspensa. Nos planos próximos estão o prolongamento da 24E ao Cais do Sodré, mas antes ainda o 15E deve chegar à Cruz Quebrada.

No último ano a Carris colocou em serviço novos autocarros movidos a Gás Natural, ajudando assim à melhoria do ambiente da cidade e lançou o concurso público internacional para a compra de novos eléctricos articulados para a carreira 15E. E se já andam pela cidade os autocarros a "todo o gás", também os autocarros eléctricos entrarão ao serviço até ao final do ano, reforçando assim a oferta e a frota de autocarros. Este ano marca também a chegada de novos tripulantes, dando um ar mais jovem a uma empresa que não pode esquecer nunca o seu passado quando se completam 147 anos repletos de história. 

E por falar em história, é já no próximo dia 22 de Setembro ás 11h30 e 14h30 que a história sai para as ruas, com o desfile de clássicos do Museu da Carris, que decorre entre Santo Amaro e a Praça da Figueira com viagem de regresso, no desfile que conta com seis eléctricos e dois autocarros, que desta forma assinalam igualmente os 20 anos do Museu da Carris. 


Parabéns Carris!

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Setembro é mês de regressos e de comemorações

Acabaram-se as férias e está também prestes a acabar a primeira semana de trabalho após essa interrupção que sabe sempre a pouco. Com um regresso marcado pelo transbordo na carreira 15E devido a obras em Belém, hoje foi dia de voltar ao 28E sempre ele muito concorrido com o turismo que chega por ar, mar e terra. Com os termómetros a registarem temperaturas acima dos 30 graus, há mesmo assim, aqueles que gostam de viajar tipo sardinha em lata entre suores e cheiros que acabam por inundar o interior do eléctrico, o que nem sempre é agradável para quem é mais sensível aos cheiros, como é o meu caso. 

No entanto a cidade parece regressar de férias a meio gás e o mais certo é que a partir de segunda-feira tudo volta à normalidade em pleno. Quem também já voltou de férias, foi o eléctrico 18E. Setembro marca também o regresso das comemorações do aniversário da Carris que se celebra a 18 de Setembro. Este ano as comemorações dos 147 anos da Companhia Carris de Ferro de Lisboa, contam também com o aniversário do Museu da Carris que comemora 20 anos de vida. 

Assim, no próximo dia 22 de Setembro, a Carris coloca nas ruas de Lisboa um pouco da sua história, com o desfile de clássicos do museu, num trajecto entre Santo Amaro e a Praça da Figueira com ida e volta e partidas às 11h30 e 14h30. Não perca portanto, a oportunidade de participar neste desfile, fazendo uma autêntica viagem no tempo. Mais informações no site do museu da carris.

Boas viagens e boas recordações! 

terça-feira, 13 de agosto de 2019

E eis que finalmente... chegaram as férias!

As últimas semanas pareceram quase um século. É assim sempre que se aproximam as tão desejadas férias. E mais desejadas este ano devido ao cansaço acumulado pelo trabalho no meio do trânsito cada vez mais caótico e sem regras da capital, por muito esforço que se faça em prol da mobilidade. A última semana - aquela que agora termina - foi das piores, muito por culpa do transbordo da 15E, ou melhor, dos passageiros que apesar de toda a informação disponibilizada, gostam sempre de questionar e até pedir justificações ao motorista, como se fosse ele o principal elemento da decisão destes constrangimentos que obrigam a alterações na rede. 

Assim, a juntar-se às trotinetes, às bicicletas, aos tvde's e sei lá mais o quê, tivemos então a alteração na 15E ao qual adicionamos uns "avec's" , tornando assim a receita perfeita para correr para fora desta cidade. E por falar em correr e numas semanas que pareceram um século, a foto escolhida para assinalar as tão desejadas férias é precisamente uma foto do jornal "O Século" que retrata o guarda-freio a correr do eléctrico para fora. 

É precisamente isso que acabo de fazer, hoje não do eléctrico, mas do autocarro e com grande satisfação, porque reconheço que estava já no meu limite, porque o ano foi exigente. Chegaram assim, finalmente as férias e como tal este Blogue entra também ele num período de descanso, regressando à rede para mais viagens e aventuras em Setembro, o mês em que a Carris irá celebrar os seus 147 anos de vida. Resta-me então uma vez mais agradecer a todos os que continuam a seguir nesta viagem e desejar umas boas férias, se for o caso, ou um bom regresso ao trabalho e boas viagens a bordo dos veículos da CCFL

terça-feira, 6 de agosto de 2019

Diário do Tripulante... "No AR" à boleia da Rádio Observador

Esta tarde troquei as manivelas do eléctrico pelos microfones da Rádio Observador. O convite surgiu para uma pequena conversa em fim de tarde sobre o que tem trazido de novo o Diário do Tripulante, como surgiu e todos os projectos editoriais envolventes. Recebido por uma equipa simpática, dei entrada nos estúdios a tempo de acompanhar a síntese de notícias das 19h30 e viajar um pouco pela magia da rádio. 

As conversas são como as cerejas e correm a uma velocidade que nem damos pelo tempo passar, sobretudo quando falamos do que gostamos e quando partilhamos vivências. E assim foi esta tarde. Falei sobre a criação do blogue, o meu passado profissional e a paixão pelo Benfica muito por ter sido um dos fundadores da maior comunidade de adeptos online, o serbenfiquista.com . Mas houve ainda tempo para explicar de forma suscita como é a condução do eléctrico, respondendo à curiosidade de quem dá voz a esta rádio.

Se não ouviu em 98.7 FM, pode sempre ouvir o podcast já disponível no site da rádio Observador ou aqui mesmo clicando na imagem ou no link. 

Resultado de imagem para Conversas de fim de tarde

domingo, 4 de agosto de 2019

[Off Topic] : Informação ao cliente - Alteração provisória carreira 15E

A partir desta seguda-feira, 5 de Agosto de 2019 e por um período de 75 dias, a carreira 15E funcionará em modo eléctrico e autocarro, com transbordo em Belém, por motivo de obras de requalificação a decorrerem na Rua Bartolomeu Dias. Assim sendo, a carreira 15E funcionará entre Praça da Figueira e Belém com eléctricos e entre Belém e Algés com autocarros, sendo este segundo trajecto desviado entre o CCB e o Largo da Princesa, via Avenida da Índia. É permitido o transbordo tarifário entre os dois modos operacionais da carreira. Também as carreiras 729 e 79B vêm os seus percursos alterados conforme informa a carris através do seu site oficial.

O Diário do Tripulante, sugere assim a consulta atempada das alterações decorrentes das obras de repavimentação a decorrerem, para evitar alguns contratempos na sua deslocação. A Carris informa igualmente através de um esquema as paragens suprimidas e as paragens provisórias para as carreiras supra mencionadas. Para mais informações deverá ser consultado o site da Carris em www.carris.pt  

Mapa: Carris.pt

Próxima paragem... Rádio Observador

Se é daqueles passageiros que viaja connosco na blogosfera desde os primeiros dias, certamente que conhecerá a história do tripulante deste blogue que em 2008 decidiu dar a conhecer o outro lado de quem habitualmente o conduz pelas ruas de Lisboa. Contudo, se entrou a bordo há pouco tempo nesta viagem que leva já alguns anos pela Internet, tendo dado origem a um livro, e mais tarde, ás edições Diário do Tripulante, o melhor é mesmo ficar na próxima paragem que é nada mais nada menos que, a Rádio Observador. 

Chegou à antena a 27 de Junho de 2019 dando seguimento ao trabalho desenvolvido pelo jornal online Observador e pelos vistos tem observado bem o que se tem feito em todas as áreas, como é o caso da blogosfera. O convite foi lançado no decorrer da semana passada e o Diário do Tripulante aceitou o convite. Assim sendo, o autor Rafael Santos estará no próximo dia 6 de Agosto a falar sobre o trajecto desta viagem que tem sido o Diário do Tripulante. 

Em conversa de fim de tarde, pelas 19h20 aproximadamente, o guarda-freio troca as manivelas pelos microfones da rádio que pode ser escutada on-line em todo o mundo, ou em 98.7FM na zona de Lisboa.

terça-feira, 30 de julho de 2019

Conduzindo a história pelas ruas de Lisboa

Surgiu quando menos esperava, mas há muito que ambicionava ter esta formação. E por coincidência calhou com o dia de aniversário. E qual poderia ser a melhor prenda, se não esta de poder conduzir a história da Carris pelas ruas de Lisboa? 

Após o convite e selecção por parte da Carris, tive hoje o prazer de poder conduzir os eléctricos 283 e 444, de freios manuais, pertencentes à frota do Museu da Carris. 

Com o objectivo de preparar novos tripulantes para a condução destes veículos históricos que hoje são peças de museu, mas que outrora serviam diariamente a população de Lisboa, tive então hoje a oportunidade de ver como era ser guarda-freio naqueles tempos. Carros abertos onde a exigência física é mais requisitada a cada frenagem e onde não podemos ser apanhados desprevenidos, sobretudo se tivermos em conta que o tráfego automóvel hoje é bem mais frequente que nos anos 40 ou 50. O certo é que os eléctricos continuam a fazer parar o trânsito e estão aí para as curvas.

Foram inúmeros os carros a parar ao avistarem o 283 e 444 para tirarem uma fotografia. Houve quem quisesse tirar selfies com o eléctrico em pano de fundo e turistas a quererem entrar para viajar no tempo eram igualmente muitos. Este será portanto um dia de anos inesquecível. Em Setembro é a vez da Carris celebrar mais um aniversário e tudo indica, que a 22 de Setembro se repita o desfile de eléctricos. Fiquem atentos! E até lá... visitem o Museu da Carris porque vale realmente a pena a visita! 



sexta-feira, 26 de julho de 2019

Nos bastidores dos eléctricos (IV): Manutenção da Via Férrea

Normalmente saem para as ruas após a recolha dos eléctricos, mas por vezes dão um ar de sua graça em plena luz do dia, quer seja para limpeza de carris devido a acidentes, quer seja para a lubrificação das agulhas, ou comandos de via se quisermos ser mais técnicos. São conhecidos no meio por "pessoal da linha", e também eles são peça fundamental para o funcionamento das "casinhas amarelas" que diariamente servem milhares de pessoas, quer seja em deslocações diárias para o trabalho quer seja em passeio.

O certo é que o trabalho destes homens é em grande parte quando o Sol já se pôs e quando a Lua tenta iluminar a noite. Pois é durante o período da noite que conseguem realizar com mais tranquilidade, os trabalhos necessários à manutenção dos carris por onde circulam os eléctricos de Lisboa e por isso mesmo, passam muitas das vezes despercebidos, contudo o Diário do Tripulante não pode deixar passar em branco o trabalho destes homens.

Na noite de ontem, os trabalhos tiveram direccionados para o percurso da carreira 25E, com substituição de carril na curva da Rua de Buenos Aires com a Rua de São Domingos, na Lapa muito devido ao desgaste. Um trabalho de peso e perícia para que tudo bata certo no dia seguinte quando os primeiros eléctricos ali começarem a passar. E nem uma avaria no carro zorra impossibilitou a realização dos trabalhos. Coube assim ao "remodelado" 577 dar uma ajuda nocturna ao pessoal da linha. Escusado será dizer que os trabalhos foram concluídos com sucesso.

O Diário do Tripulante agradece a colaboração do tripulante Paulo Brito, que presenciou os trabalhos nocturnos após a tripulação do 577 e que partilha agora com os leitores deste blogue, algumas das imagens pouco vistas, mas não tão menos importantes, que aquelas a que por norma aqui vão passando sobre o quotidiano dos eléctricos de Lisboa, que são cada vez mais uns postais vivos da cidade, e que sem o trabalho destes homens, não ganhavam certamente vida.
Boas viagens pelos carris de Lisboa! 

Translate