segunda-feira, 22 de junho de 2020

Sabia que... O Eléctrico de Arraiolos anda há 3 anos a espalhar arte pelas ruas de Lisboa?

Sabia que foi a 22 de Junho de 2017 que foi inaugurado, no Largo da Graça, o eléctrico de Arraiolos? Uma ideia que me surgiu numa das muitas visitas ao Alentejo, onde os tapetes são a arte mais visível, produzida pelas mãos das tapeteiras, e que foi possível tornar realidade dada a receptividade da Fábrica de Tapetes Hortense, em querer trazer até à capital uma marca do Alentejo e do seu artesanato, uma vez que seria impossível o eléctrico chegar até lá. 

Numa parceria conjunta com o Turismo do Alentejo e com a Carristur, passou-se então da ideia no papel para a tela, e afixação do bordado no eléctrico. Após meses de trabalho, o eléctrico 744 afecto à rota turística "Tram Tour" do serviço da YellowBus Tours, chegava ao Largo da Graça acompanhado dos eléctricos de cortiça, que também eles tinham sido anteriormente apresentados, dando a conhecer também uma das matérias que Portugal tem em abundância, sendo um dos maiores exportadores do mundo de cortiça. 

Hoje é impossível celebrar os três anos de "Electric'rug" viajando num tapete ambulante por Lisboa, porque os serviços turísticos estão ainda parados, devido à pandemia do Covid-19 que veio mudar o Mundo. Portugal não foi excepção e o regresso à nova normalidade faz-se a um ritmo ainda lento e ainda com poucos turistas. Com regresso previsto para Julho de 2020, o Eléctrico de Arraiolos poderá então ser apreciado pelas ruas de Lisboa ao longo do trajecto do "Tram Tour", ou se ainda não viajou nele, irá poder fazê-lo de forma segura, uma vez que a CarrisTur já obteve o selo "Clean and Safe", um reconhecimento atribuído pelo Turismo de Portugal, às empresas do sector que comprova o cumprimento das medidas de Higiene e Segurança recomendadas pela Direcção-Geral da Saúde.

Recordemos então como foi esse dia da inauguração e como foram os trabalhos que envolveram uma vasta equipa para trazer esta arte secular e tão portuguesa até à capital portuguesa, através do Diário do Tripulante que tanto se orgulha de ter feito parte deste projecto que tanto deu que falar... 

Sem comentários:

Translate