segunda-feira, 4 de maio de 2020

O primeiro dia do resto das nossas vidas num transporte público perto de si...

Foi o primeiro dia do resto das nossas vidas! O fim do Estado de Emergência deu lugar ao Estado de Calamidade e as montras cobertas de papéis nas lojas e as ruas vazias, começaram agora a ver a luz do dia e a vestir manequins, e as ruas a ganharem alguma vida com o regresso aos poucos à normalidade. Espaços comerciais a reabrirem e transportes a voltarem a ter os seus lugares mais preenchidos, ainda assim é preciso cautela para que este passo em frente não sejam dois ou mais para trás. Hoje demos início a uma nova fase nos transportes públicos. Estava algo apreensivo quanto a este reabrir da porta da frente a este aumento da lotação que até então era de 1/3 e agora passou para 2/3 da total capacidade de cada veículo, mas o certo é que as pessoas corresponderam na sua generalidade ao que lhes foi pedido, para muita surpresa minha, confesso. 

Embora o meu serviço de hoje fosse num eléctrico articulado, na carreira 15E em que o meu contacto com os passageiros, esteve ainda assim longe da proximidade a que os meus colegas tiveram quer nos autocarros quer nos eléctricos históricos (remodelados), o certo é que ao longo de todo o meu serviço apenas tive de chamar a atenção de dois passageiros que entraram sem máscara, que passou a partir de hoje a ser obrigatória nos transportes públicos. Aceitaram a chamada de atenção e saíram de imediato por iniciativa própria. Contudo, se a maioria não esqueceu a máscara para o acesso ao transporte público, muitos foram também os que continuaram a viajar sem validar qualquer título de transporte. 

Recorde-se que a validação voltou a ser obrigatória e ao contrário do que muitos adoptaram como regra, o transporte público nunca foi grátis durante o Estado de Emergência. Contudo, a Carris em conjunto com a Polícia Municipal, iniciaram hoje uma fiscalização nos principais interfaces de transportes, para já com uma atitude preventiva, reconhecendo as dificuldades que muitos possam estar a atravessar, contudo convém alertar que a tarifa de bordo voltou a estar disponível, sendo que a compra deve ser efectuada com valor certo. A entrada voltou assim a ser pela porta da frente, deixando a de trás para as saídas. 

Estamos todos a viver novos tempos, na esperança que juntos consigamos vencer esta batalha contra um vírus invisível que não escolhe idades ou géneros. Estamos todos numa fase de adaptação a uma nova normalidade que por vezes nos deixa a pensar se já não deveria ser sempre assim, não deixando a higiene de parte ou não viajando uns em cima dos outros e aos empurrões. É certo que esta normalidade vai conhecer uma nova fase no dia 18, mas espero sinceramente que se tire algo positivo desta nova fase de aprendizagem de que estamos a ser alvos. 

À Carris, quero agradecer as condições que nos têm proporcionado, que nunca serão certamente perfeitas e que estarão em constante mudança e adaptação, mas todos temos de ter consciência que isto é novo para todos nós. E agradecer também à Câmara Municipal de Lisboa e Polícia Municipal pela coordenação conjunta quer de sensibilização quer de fiscalização nos transportes. #Estamosjuntos nesta viagem e por isso a colaboração de todos é imprescindível para que tudo fique bem! #Ajudenosanãoparar e siga as normas impostas para o uso do transporte público para o seu bem e para o bem de todos. 


Sem comentários:

Translate