sexta-feira, 5 de julho de 2019

Nota de Redacção: Autocarro da Carris abalroado por ligeiro de mercadorias (chega de Fake News!)

Foto: Publicada no JN.pt
Não é prática comum deste blogue, abordar os acidentes que envolvem viaturas da Carris, ainda que as mesmas estejam constantemente vulneráveis, pelo facto de circularem ao longo das 24 horas de cada dia pelas ruas de uma cidade cada vez mais movimentada. Contudo, as notícias que vieram a público nesta manhã de sexta-feira, na sequência do acidente que envolveu um autocarro da carreira 794, na Baixa de Lisboa, obrigam a que se diga BASTA!

Os órgãos de comunicação social, na ânsia de captar audiências à custa da desgraça alheia, ainda que com o objectivo de tentar informar os telespectadores e leitores, acabaram por horas a fio, passarem a notícia de que "autocarro da carris despista-se e causa 5 feridos", mesmo que não tenham procurado a razão do acidente. Contudo e após algumas das testemunhas no local, assim como alguns passageiros que seguiam a bordo do autocarro 1764 da Carris, em declarações a alguns meios, o despiste deveu-se a um embate de uma viatura ligeira de mercadorias que não terá respeitado a sinalização vertical luminosa existente na Rua da Conceição, no cruzamento com a Rua da Prata, originando assim o despiste e embate do autocarro, contra uma das lojas, causando 5 feridos ligeiros, apesar dos estragos visíveis.

Assim, a notícia correcta a ser transmitida deveria ter sido "Autocarro da Carris é abalroado por veículo ligeiro, causando despiste do mesmo e cinco feridos ligeiros".

Como esta situação, infelizmente, não é a primeira e muito provavelmente não será a última, vem agora o Diário do Tripulante, de forma isenta e alheia ao acidente, expressar o desagrado pelas notícias vinculadas nos meios de comunicação social, que através dos seus títulos, levam a um julgamento público contra a Carris, e nomeadamente contra os seus tripulantes, que diariamente evitam milhares de acidentes ao longo dos seus serviços.  

Foto: Publicada no JN.pt
Segundo as autoridades, o alerta para o acidente foi dado perto das 7h15, e no local estiveram uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER), duas ambulâncias de suporte básico de vida e duas ambulâncias dos bombeiros. A divisão de Trânsito da PSP também esteve no local a apurar as causas do acidente, assim como a Polícia Municipal, equipas de Controlo de Tráfego da Carris, e equipas de limpeza da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior.  Do acidente terão resultado 4 feridos ligeiros, entre os quais estão o motorista do autocarro, passageiros e uma senhora que se encontrava no multibanco, todos foram transportados ao Hospital de São José.

O Diário do Tripulante, deseja assim que o jornalismo tenha melhores dias e que passe a informar as pessoas correctamente, após a pesquisa de causas e de testemunhos, no que acidentes digam respeito, para que se evite os comentários que estas notícias causam, colocando muitas vezes em causa o profissionalismo de quem conduz milhares de passageiros por dia, assim como a manutenção dos veículos. Aos feridos envolvidos no acidente, desejamos as rápidas melhoras e neste caso concreto, termino expressando o máximo apoio ao tripulante envolvido no acidente de que foi também ele alvo.

Recordo que também eu já fui há uns anos atrás alvo de um acidente, do qual me encontrava a tripular o eléctrico da carreira 28E, tendo sido abalroado por um pesado de mercadorias na Calçada do Combro, tendo a comunicação social, passado a informação que eu teria embatido numa carrinha por distracção, quando o acidente se deu com o eléctrico totalmente imobilizado. 

Sem comentários:

Translate