sábado, 29 de dezembro de 2018

Próxima paragem... 2019

E eis que está prestes a chegar ao fim a viagem de 2018. O Ano 2019 está já pronto a embarcar com os novos autocarros, mas antes disso, vamos reflectir sobre o ano que agora chega ao fim e que não começou da melhor forma para os Eléctricos, sobretudo para a mais procurada carreira do mundo - o 28E. Em Janeiro uma rotura numa conduta interrompia a circulação dos eléctricos na Rua de São Tomé, obrigando a Carris a colocar minibus a substituir o eléctrico num transbordo nem sempre fácil e mais demorado que o previsto. 

As viagens foram sendo feitas alternadas entre o modo eléctrico e o modo autocarro, o que nem sempre agrada aos amantes daquele que é o transporte mais carismático da capital portuguesa. Março trazia a primeira exposição de fotografia do autor deste blogue, no âmbito do projecto do seu livro "Lisboa e Praga de Eléctrico", que assinalou o lançamento da 3ª edição. "Praga de Eléctrico" foi a exposição que esteve patente durante o mês de Março na livraria Palavra de Viajante, que contou com o apoio da Embaixada da República Checa em Lisboa e da livraria Palavra de Viajante, que se situa na rua de São Bento.

Depois viríamos a dar as boas vindas a Abril - mês que se assinala a revolução dos cravos - mas também ao 24E que após 23 anos de ausência regressava às ruas de Lisboa, conforme prometido pela autarquia de Lisboa que meses antes tinha passado a gerir a empresa de transportes da capital. O Diário do Tripulante foi pioneiro na divulgação das primeiras imagens do eléctrico em Campolide ainda na fase de formação dos tripulantes para a abertura da carreira que viria a acontecer a 24 de Abril de 2018 entre o Largo Camões e Campolide.

Maio é aquele mês em que o Porto nos reserva sempre um convite de visita à cidade, e à semelhança de anos anteriores lá estivemos no Desfile Anual do Carro Eléctrico, num evento sempre muito carismático e bem organizado, que origina sempre a presença de muitos entusiastas. Mas de volta à capital, Julho seria o mês reservado para que o autor deste blogue tivesse formação da carreira 24E, após debelada a sua limitação física e temporária. Neste mês regressava também à normalidade o 28E para alegria dos habitantes de Alfama que batiam palmas à passagem do eléctrico após quase seis meses de obras.

Em Setembro a Carris comemora sempre o seu aniversário e este ano foram 146 as velas sopradas, numa semana europeia da mobilidade também ela assinalada com um Desfile dos Eléctricos do Museu pelas ruas de Lisboa, passados 10 anos desde a última vez que tinham saído fora de portas. A iniciativa originou grande alegria junto dos entusiastas e muitos pediam que se repetisse mais vezes.

Quem também apagou velas, mas em Novembro foi o "Diário do Tripulante" que está on-line há precisamente 10 anos, dando a conhecer um pouco do dia-a-dia de quem anda aos comandos dos "amarelos" da Carris, embora cada vez mais a participação seja mais activa nas redes sociais, que neste espaço concreto, acompanhando assim as tendências dos seus seguidores. 

Dezembro chegava então com o Natal à porta e com o habitual Eléctrico de Natal a espalhar a magia pelas ruas de Lisboa. Um mês agri-doce na Carris porque no dia em que a empresa apresentou os novos autocarros, um acidente na carreira 25E colocaria o nome da Carris na manchete dos jornais. Felizmente só houve feridos ligeiros, naquele que foi considerado por muitos como o "milagre de natal". Naquele dia o 25E não chegou ao seu destino final, devido a um acidente como há muito não se via. Entretanto nas ruas de Lisboa começaram a circular os novos autocarros, que viriam a despertar o interesse de entusiastas quer para fotografias, quer para viajar. Um ano marcado pelo renovar da frota mas também dos seus tripulantes. A empresa contratou em 2018 220 tripulantes e equipou toda a frota com wi-fi. 

Agora que estamos prestes a terminar 2018, temos na paragem 2019 à espera para embarcar e com ele virão mais 200 tripulantes que a Carris pretende contratar, virão mais autocarros novos e gostaria de poder já dizer que também viram eléctricos, mas uma vez mais parece que estão a cair no esquecimento. Em 2019 a Carris prevê também o prolongamento da carreira 24E ao Cais do Sodré e uma melhoria da oferta e reajustamento de carreiras no modo de Autocarro. 

Queremos que em 2019 tenhamos uma Carris melhor e de preferência com menos atrasos e mais corredores BUS. Desejamos ter uma Carris com menos acidentes e mais respeitada porque afinal de contas, #somostodoscarris .

Um Feliz Ano 2019 para todos os passageiros deste blogue e que seja repleto de boas viagens a bordo dos veículos da CCFL.

Sem comentários:

Translate