terça-feira, 12 de novembro de 2013

De Lisbonne à France avec le "Mediterraneo" dans le tram 28

Et voilá, hoje recebi no eléctrico 28E a equipa de reportagem da cadeia de televisão France 3 que está em Lisboa a fazer uma reportagem sobre o Eléctrico 28 e sobre o livro que teve origem neste blogue - o Diário do Tripulante.  Levei-os então a conhecer as ruas estreitas de Alfama com direito a uma paragem no Miradouro das Portas do Sol ainda antes de iniciar o meu serviço. Se a entrevista a bordo enquanto passageiro se tornou numa tarefa complicada dada a afluência de passageiros no interior, quem nem sempre vêem com bom agrado a presença de uma câmara de televisão, outros há que aproveitam para chamar a atenção do que vai mal, com o objectivo de serem também eles entrevistados. 

Confesso que também eu continuo a preferir estar atrás das câmaras e hoje vontade não faltou para ser eu a fazer a reportagem no que a imagem diz respeito, fazendo-me recordar o meu trabalho anterior que tantas saudades me deixou. Mas a equipa de reportagem vinha bem preparada e com muita paciência à mistura. Falei sobre o 28E e na sua importância na cidade das sete colinas, falei de algumas situações mais marcantes enquanto guarda-freio e claro está, sobre o livro que conta o dia-a-dia de quem anda aos comandos dos "amarelos" de Lisboa.

O dia foi longo e cansativo, mas no final acaba sempre por compensar até porque assim se leva até além fronteiras o que de bom há por cá. Assim se dá a conhecer a Lisboa antiga a bordo de um dos transportes mais característicos e emblemáticos de Lisboa. Os repórteres da France 3 mostraram-se surpreendidos com o percurso sinuoso e único da carreira 28E e tinham já encontro marcado comigo para o final do serviço, porque quiseram no fundo acompanhar um dia de trabalho de um guarda-freio em Lisboa. Antes e como não podia deixar de ser ainda fiquei "preso" numa interrupção devido a um carro mal estacionado, que acabou por atrasar a chapa em 30 minutos em plena hora de ponta. Mas por incrível que pareça, hoje os passageiros estavam compreensíveis e tolerantes aos atrasos, assim fosse todos os dias.

A próxima paragem é a do Castelo onde lhes vou a dar a conhecer o novo 28 - o do café, que conta também a história dos nossos eléctricos enquanto se pode degustar os sabores portugueses. Por hoje foi assim e amanhã lá termino mais uma semana, a bordo do eléctrico turístico. Resta-me então desejar-vos boas viagens a bordo dos veículos da CCFL e agradecer o convite e a simpatia demonstrada ao longo do dia pela equipa da France 3, que espero, tenham gostado da viagem.

4 comentários:

Rui Santos disse...

Ainda bem que foi o 545...está um brinco esse Elétrico ;)

Orquidia do Jardim disse...

Parabéns Rafael, um abraço.

Flor

CR 35 disse...

Quero ver a reportagem ....aperta com eles!

Unknown disse...

obrigada Rafael, foi um prazer ter feito a viagem consigo. é de tudo, uma viagem diferente. marie-line, desta vez com France 3

Translate