sábado, 31 de dezembro de 2011

O ano em revista. Um dia em vídeo


Hoje chega ao fim mais um ano. 2011 não foi um ano propriamente favorável no sector dos transportes, com as consequências da pedida de ajuda externa por parte do governo. Várias medidas foram implementadas e outras anunciadas que entrarão em vigor no ano de 2012 que está já à porta. Mas no que ao «Diário do Tripulante» diz respeito, 2011 fica marcado pela chegada do blogue ao Facebook ainda em Janeiro. No mês seguinte o salto foi da Internet para a televisão, com a reportagem da RTP a bordo do eléctrico 28, para o programa "Portugal em Directo".
O terceiro mês do calendário, não foi nada favorável aos utilizadores dos transportes públicos, muito graças aos ajustamentos da rede da Carris, facto esse que não pôde ficar de lado, porque foi motivo de lamentação por parte dos nossos queridos passageiros. Em Março tive o meu regresso à borracha, com a frequência do curso de formação para Qualificação de Motoristas, com vista à obtenção do CAM.

Abril chegava com interrupções, ora na 25E, ora na 28E, mas sempre com as histórias caricatas que cada uma delas acabam por causar. Uma passagem pela 12E dá direito a pequeno almoço, em troca de companhia ao longo do dia. É assim na carreira de circulação, onde dão voltas quem não tem mais volta a dar à solidão.
Colina acima, colina abaixo, chegámos a Maio, mês este marcado pelo lançamento do primeiro álbum musical d'Os Lábios, a banda portuguesa, que escolheu um eléctrico para fazer o seu lançamento, num concerto único pelos carris da cidade, e que se tornou num dia de trabalho inesquecível para quem os conduziu. 

Junho é mês das festas em Lisboa, e festa foi o que não faltou nos eléctricos que voltaram a ter uma vez mais, o Fado - agora Património da Humanidade. Mas Julho logo chegou com o "Diário do Tripulante" a dar algumas sugestões para quem se transporta diariamente nos veículos da Carris, porque afinal, validar verde não custa!

Em Agosto as merecidas férias, e o no regresso a estreia no serviço turístico da Carristur, com o Circuito Eléctrico das Colinas. Um serviço que também ele tem originado histórias únicas e hilariantes que em muitos dos casos, são originadas pelos simpáticos turistas que ficam encantados com os nossos eléctricos. 
A 18 de Setembro de 2011 a Carris completa 139 Anos de existência, o que tem tornado esta empresa, uma imagem de marca no sector dos transportes. Talvez por essa mesma razão, várias são as pessoas que gostariam de a representar, e antes de tentar a sua sorte, acabam por contactar o tripulante deste diário. Vários foram os emails recebidos, com perguntas de todo o género. 

Umas mais técnicas que outras, e pelo meio, alguns pedidos para que se explique afinal como funciona o eléctrico e como é um dia de um tripulante. Mas nem sempre o tempo e a disponibilidade permitem todos os esclarecimentos. Outubro ficou marcado pelas diversas cheias e em Novembro foram as gravações do anúncio de Natal da operadora móvel Optimus, onde estive presente com o eléctrico 564. 

Várias foram as viagens relatadas ao longo do ano, porque como dizia Fernando Pessoa, «para viajar basta existir», e por isso mesmo a Rede Globo, também esteve em Lisboa no mês de Novembro, mês este marcado por manifestações que originaram cortes e cortes anunciados que geraram manifestações, como é o caso da população da ajuda que se tem manifestado contra o anunciado fim do eléctrico 18E.

Com Dezembro chegou o eléctrico de Natal e mais uma série de reportagens televisivas sobre os eléctricos de Lisboa e sobre a colaboração da Carris com a Central do Rio de Janeiro, com vista à recuperação dos bondes de Santa Teresa. Ao longo do ano, muitos foram os dias em que os eléctricos foram saído para as ruas, sem saber com o que iriam contar, tal como acontece com os autocarros.

Numa profissão como esta em que tudo parece ser chato, a verdade é que tudo é diferente a cada dia que passa. Por essa mesma razão e pelos diversos pedidos que fui recebendo ao longo do ano, decidi terminar 2011, com uma lembrança para os leitores do "Diário do Tripulante", leitores esses que espero continuar a transportar através deste endereço em 2012. Veja então, uma pequena amostra do que é feito antes do eléctrico sair para a rua e estar pronto a receber passageiros. No caso concreto calhou em escala um serviço no circuito turístico, mas tudo o resto é basicamente o mesmo...

"Chegar à expedição, levantar a chapa e saber o carro atribuído. Ligar o carro, deixar carregar o depósito do ar, verificar os areeiros, fazer subir o Pantógrafo, baixar o trolley, testar a campainha, os travões e o sistema da areia, e esperar que tudo corra bem ao longo do dia".

Feliz Ano Novo 2012!


7 comentários:

Anónimo disse...

Desejo que 2012 lhe corra da melhor
maneira possível e que continue
a contar-nos as deliciosas histórias que acontecem no seu
dia a dia profissional.
M.Júlia

Rafael Santos disse...

Bons olhos a leiam M.Julia!

Um Bom Ano 2012 também para si e todos os seus é o que desejo.

Cumprimentos,

Rafael Santos

CR 35 disse...

Que 2012 seja mais favorável,às casinhas amarelas!
Sendo um meio de transporte não poluente e com a entrada dos pequeninos "amarelos "na Energia eléctrica os responsáveis pelos transportes reflictam e não abandonem este ícone da cidade de Lisboa .

F Nando disse...

Bom Ano e muitos tripulantes!

Andre Bravo Ferreira disse...

Um excelente ano de 2012 e boas viagens.

Grande abraço.

João disse...

Por acaso algo que gosto mesmo muito de ver é sem duvidas estes videos!

Venham mais! Feliz 2012!

Brígida Bento disse...

Quando se ama o que se faz, saem delicias como esta! Nunca percas este carinho que tens por esta cidade e pela tua profissão.

Translate