quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

100.000 Visitas atingidas!


100.000 visitas atingidas, 395 artigos publicados e mais de 1500 comentários, entre seguidores e anónimos. Este blogue que começou numa brincadeira e que rapidamente, se tornou num meio de comunicação, dá a conhecer o dia-a-dia de uma profissão que nem sempre é lembrada pela sociedade.

Criado a 11 de Agosto de 2008, o «Diário do Tripulante», logo se apresentou como um espaço onde seriam partilhadas histórias, episódios e peripécias do dia-a-dia de quem andava ao volante dos autocarros da cidade de Lisboa, um ano depois de ter tido a sorte de entrar na Carris.  E sorte porquê?... Porque a instabilidade do sector que tinha escolhido para o meu futuro (a televisão), levou-me a procurar novos caminhos. E se para trás ficava, a sempre recordada passagem pela informação da SIC, a participação em produções de entretenimento da TVI, assim como a passagem pelo comércio têxtil, agora o caminho era outro. Aliás eram vários os caminhos. Eram os caminhos das carreiras que faziam parte da rede da Carris.

Passados aproximadamente dois anos e meio, por este blogue já passou um pouco de tudo e um pouco de tudo ficou por passar, porque nem sempre há tempo ou disposição para se contar o que se passou num dia, que por vezes passa rápido, mas que por outras, parece demorar uma eternidade como acontece em qualquer outro trabalho. Contudo, ser motorista ou guarda-freio é algo que só pelo nome leva algumas pessoas a criarem estereótipos errados, como aquele que é mais comum e que leva as pessoas a crerem que só é tripulante quem não teve outra opção na vida ou quem não estudou.

E uma das razões pelas quais criei o «Diário do Tripulante» foi essa. Tentar inverter essa ideia errada, porque a transportar milhares de pessoas por dia, estão pessoas com estudos, formadas e alguns doutorados. O feedback tem sido positivo e à caixa do correio chegou ao longo deste tempo on-line, felicitações, sugestões e até pedidos de ajuda para quem procura também a sorte de entrar na Carris.

Tenho tentado ao longo deste tempo responder a todos o mais breve possível e é gratificante para mim, quando passado uns bons meses, um(a) – então já - colega me confronta na rua ou no eléctrico e me agradece toda ajuda que lhe dei com uma simples resposta a várias perguntas que me colocou quando concorria para a Carris. Mostram-se satisfeitos por terem conseguido o objectivo e também eu partilho um pouco dessa satisfação.

Ao longo deste tempo, há também a destacar algumas histórias que por aqui passaram. Aquelas que me recordo ainda hoje. Entre muitas, destaco pela negativa a queda de uma idosa na carreira 745 que estava sentada, tendo caído porque escolheu uma curva para apanhar o saco. Desequilibrou-se e caiu. Fiquei bastante chateado porque não me descaracterizaram o acidente. Mas felizmente e até hoje, têm sido mais as histórias positivas e aqui há muito por onde se escolher, sejam elas referentes a situações insólitas ou até vulgares.

A prótese dentária encontrada a bordo do autocarro da carreira 708 foi sem dúvida, aquela que mais conversa gerou e foi também aquela que ajudou a expandir os horizontes deste blogue que através da ironia muitas vezes utilizada, acabou por ser divulgado na rádio e mais tarde na imprensa escrita.

Do desconhecido, o «Diário do Tripulante» passou a ser seguido por alguns anónimos, clientes e amigos. Com o blogue surgiram novas amizades e a união entre o meu gosto pela área jornalística e pela condução. No fundo, limitei-me ao longo destes tempos a contar e com gosto aquilo que adoro fazer.

A entrada no meio dos transportes públicos de passageiros, deu-me também a oportunidade de conhecer a cidade de outra forma, através das pessoas e dos seus hábitos, estejam elas de passagem ou entrem diariamente pela porta do autocarro ou do eléctrico. E são elas que me ajudam a construir este espaço. São elas em grande parte, os ingredientes das muitas histórias e dos episódios que aqui tenho vindo a relatar.

Se a prótese encontrada na 708, é para mim a mais interessante no ponto de vista da ironia, na minha passagem pelos autocarros, já no último ano e naquele em que passei de motorista a guarda-freio, destaco a recente história do sem abrigo que me solicitou um bilhete e me deu 1.46€. O cêntimo que estava a mais, era para pagar a dívida que tinha do dia anterior. Uma lição de vida, até porque não foi a mim que me tinha ficado a dever o cêntimo, mas como o próprio fez questão de dizer. «Contas são contas e se fiquei a dever ontem, hoje tou a pagar. É tudo da Carris!».

Palavras para quê? Depois de tudo isto ainda haverá alguém que diga que esta não é uma profissão interessante? E por falar em interesse, a certa altura fui também criando no blogue, algumas rubricas relacionadas com o universo Carris ou com a própria cidade, para que provasse que é possível conhecer-se a cidade e os seus monumentos, através do recurso ao transporte público. Factos históricos, sugestões, fotografias e vídeos passaram também por aqui como podem comprovar as mais de 100.000 visitas que chegam maioritariamente de Portugal como é óbvio, mas também da Europa Central e Brasil.

E porque este texto já vai bem longo, termino com uma palavra de agradecimento a todos aqueles que ajudaram a criar este bonito número de visitas, a todos os que me felicitam e encorajam a continuar com este espaço, onde também já se debateram opiniões entre os próprios leitores. Sem vocês não teria sido possível chegar até aqui. A todos, muito obrigado e voltem sempre! Sejam bem-vindos a bordo deste blogue e dos veículos da CCFL como costuma dizer um colega e amigo que diariamente visita este espaço.

4 comentários:

CR 35 disse...

Bravo!Rafael!agora só falta mesmo um livrinho para dar a conhecer ao país as atribuladas histórias de um Motorista que fez a agulha para Guarda -Freio.Obrigado,boas viagens a bordo dos veículos da CCFL

nuno disse...

Muitos parabéns.
Desejo-te o melhor possível.

Nuno Martins
177245
Pontinha

Anónimo disse...

Parabéns Rafael...... Ney Broker Florianopolis -SC Brasil

APS disse...

Caro Rafael

Muitos parabéns... e que venham mais cem.

Era imprescindível um blogue com este carisma na "nossa" LISBOA.

Um abraço
APS

Translate