quarta-feira, 9 de junho de 2010

Carris: Andamos a pensar em si

Um novo passe, uma frota renovada, serviços de SMS "ao minuto" e uma reestruturação da rede com a 3.ª fase da Rede 7, são algumas das apostas da Carris, para continuar a contribuir para a mudança da cidade de Lisboa. A Carris lança esta quinta-feira mais uma campanha de marketing através dos media com o objectivo de captar novos clientes e de os convidar a utilizar os autocarros e eléctricos amarelos que circulam pelas ruas de Lisboa.

Uma campanha que antes de se dar a conhecer ao público em geral, foi apresentada aos tripulantes através de um folheto/poster. Entretanto on-line está já o spot publicitário que passará a ver na televisão, um spot bem produzido no meu ponto de vista, e com esperança que de facto a cidade se torne mais responsável como se diz no folheto entregue, uma vez que em relação ao eléctrico ainda há por ai muita falta de respeito.




7 comentários:

Joao Baptista disse...

Se for para melhorar tudo bem

O triste é que eu trabalho no Figo Maduro e andamos à séculos a pedir o desvio de um dos autocarros que vão para o Prior Velho, para passar por aqui e nada...

São centenas de pessoas que trabalham aqui e todos os dias tem de andar 5oo metros em cada sentido ao sol e á chuva e ninguém pensa nelas...

Rafael Santos disse...

Olá João,

Talvez seja um problema de zona, pelo que por vezes a carris não pode operar em zonas limite. Falem com a junta de freguesia por exemplo...

Andre Bravo Ferreira disse...

Após uns tempos desaparecido...
O serviço de SMS ao minuto já não existe?
Já há data prevista para a 3ª Fase da Rede 7?

Abraço.

Alexandre Simões disse...

boas tardes o que acha desta ultima alteração da rede da Carris acha que é justo para quem valida o seu titulo de transporte e que agora tem que andar mais a pé alguns pagam passe nem tem autocarro aos fins de semana e feriados?

Rafael Santos disse...

Alexandre Simões,

Apesar de trabalhar na Carris nem sempre posso estar de acordo com as medidas aplicadas mas no que se refere concretamente o aumento do passe e redução da oferta, é uma medida imposta pelo plano imposto pelo Governo. Mas acho que ninguém defensor de uma politica de transportes pode estar de acordo com a medida em causa.

Alexandre Simões disse...

boas tardes novamente eu conheco a rede da Carris toda desde então principalmente da rede 7 iniciada a 2006, e isto queria dizer apostar no serviço público na melhoria e então o que o governo tem que destruir o que esta a ser bem feito? a 4ª Faze nem sequer foi lançada andaram a destruir algumas carreiras em termus de zonas as consideradas problemáticas e mesmo assim zonas que são calminhas podiam ter um transportes para puder ir trabalhar (seja urbano e suburbano) e não tem, e há carreiras na cidade que podiam levar alteraçoes encurtamentos e suspensões ou mesmo alterando outras para melhor e afinal andam por ai vazias a gastar gagolina principalmente aos fins de semana e feriados, e outros a nececitar não tem. lá esta não se pode dizer que Cidade é boa para viver e andar de transporte público porque não é assim, a Cidade é de todos não é so de alguns, ou seja alguns tem até de mais e outros nem tem, eu estou a referir na rede em geral serviço Dias Úteis, fins de semana e feriados, noturno e mesmo de Madrugada. Eu gosta de lhe mostrar um plano de Reestruturação feita por mim e dpois dizers-me o que achaste. obrigado

Rafael Santos disse...

Alexandre pode usar o mail rafa717@hotmail.com para essa temática, apesar de não estar relacionado com esse tipo de planeamento infelizmente.

Translate