quarta-feira, 17 de março de 2010

Com passageiros assim, quem não sorria?

Quem não gostaria de ser guarda-freio ou motorista da Carris se numa paragem estivessem passageiras como esta jovem que diariamente vai «provocando» que por ali passa não uma, mas várias vezes por dia. A ideia até não seria novidade nenhuma porque se no Metro já existe um dia sem calças e que acontece uma vez por ano, porque não o mesmo acontecer à superfície, provocando alguns olhares mais indiscretos ou até mesmo comentários de uma população que ainda é bastante conservadora.

Certamente que iria ser bastante agradável transportar pessoas com um traje diferente do habitual, mas por enquanto e ao que parece a moda fica-se mesmo pelos abrigos das paragens e nos anúncios de uma marca de roupa interior, porque no dia-a-dia o que vai entrando pela porta do eléctrico e do autocarro são outras modas.

Modas de quem sempre andou de transportes públicos que se cruzam com as modas de quem os usa esporadicamente. Uns por recurso, outros por "obrigação" o certo é que há sempre quem tente dar uma imagem diferente da cidade e com recurso ao transporte público, como aconteceu com a escola do ensino básico do Alto de Santo Amaro que decidiu levar a rapaziada ao Jardim Botânico da Ajuda, mas de eléctrico, talvez influenciados pela recente sugestão deste blog.

A descida da Calçada da Ajuda com o Tejo ao fundo a brilhar, logo me apresentava uma paragem repleta de miúdos, uns dois ou três coletes reflectores, professores e a esperança de que fossem no 729 que seguia à minha frente, mas aquele grupo que pelo seu tamanho me fez pensar que ira estar na carreira 28E e não na 18E, acabaria mesmo por optar pelo eléctrico, até porque como dizia uma das educadoras, «as crianças estão tão excitadas porque nunca tinham andado de eléctrico».

Um a um lá foram entrando e validando os seus títulos de transporte, o que acabou por facilitar a acomodação e entrada de todos no eléctrico. Em 4 minutos o eléctrico ficou tão cheio que mais parecia uma sardinha em lata, tal e qual como acontece diariamente na 28E. A alegria virou gritaria quando o eléctrico arrancou da paragem do Jardim Botânico da Ajuda. Janelas abertas e um ar puro que só este transporte permite nos tempos que correm.

Até ao Alto de Santo Amaro, foram poucas as paragens porque poucos mais cabiam na tal «casinha andante» que algum dia alguém apelidou. De sorriso estampado no rosto lá foram, uns para casa, outros para a escola... Com o mesmo sorriso que eu ou outro colega teria se algum dia, alguém entrasse como a jovem que diariamente nos vai provocando nos mupis das paragens, e se de preferência nos comprasse um bilhete.

Amanhã há mais!

Boas viagens!

7 comentários:

Andre Bravo Ferreira disse...

Era bom que fossem todas assim, a viagem era melhor para todos nós :-D

Abraço.

Vasco Lopes disse...

O que é um mupi? É alguma coisa que se coma?
Estou a brincar. O teu amigo já tratou de se informar.

Um abraço e não te distraias com os mupis.

Vasco Lopes

CR 35 disse...

Rafael,é pena o eléctrico não passr junto à praia porque assim não era preciso mupis mas se eles descessem a CONDE REDONDO como antigamente notaria-se a última moda de roupa interior em desfile permanente,mas é uma questão a pôr ao A.Costa e assim ficava a Moda Lisboa com mais um evento.Boas viagens a bordo dos veículos da CCFL

Anónimo disse...

eu oferecia-lhe o bilhete,mas olha se aqueles passageiros que costumam ter um cheiro, digamos, não muito agradável, decidissem também tirar as calças?, se com calças já é o cheiro que é!!! :-).
marques

Blackbelly disse...

LOL

Quase que dá vontade de juntar um grupo. Esperar pelo electrico do Rafael. e depois de entrar, toca tudo de se despir e ficar em roupa interior!

ainda iamos presas por atentado ao pudor :D

SOFIA disse...

TENHO SAUDADES DESSA IMAGEM, AO DESCER A CALÇADA E DAR DE CARAS COM O RIO AZUL QUE SE CONFUNDE EM DIAS SOLARENGOS COM O AZUL DO CEU...DA NOS UMA SENSAÇÃO INDESCRITIVEL, UMA LIBERDADE IMENSA, UMA ALEGRIA.BJ

Nuno Pato disse...

E porque não no 729??... Blackbelly não seja sectarista!

Translate