segunda-feira, 15 de março de 2010

Carro avariado e o eléctrico não passa.. «está a ver? Sei lá!»

Nem sempre os carros que estão mal estacionados são os principais problemas dos atrasos. Outros há que pelo simples facto de andarem, também empatam, ou porque andam a passear pelas ruas de Lisboa ou porque simplesmente avariam mesmo em cima da linha do eléctrico. Assim foi esta tarde na Lapa quando seguia em direcção aos Prazeres, já depois de na viagem anterior ter abastecido o depósito da areia, que é essencial para ajudar a aderência do eléctrico ao carril.

A tarde de sol estava convidativa a um passeio pelas colinas mas turistas eram só dois os que iam a bordo. Os restantes passageiros já habituados a várias interrupções, de imediato se aperceberam que dali não iríamos sair tão rapidamente e foram abandonando o eléctrico, procurando a paragem mais próxima a apenas alguns metros à frente, para apanharem alternativas aos seus destinos.

Até chegar outro eléctrico não foi preciso esperar muito ao contrário do tempo que se esperou que chegasse o reboque para tirar o BMW que havia partido uma Polie da cambota, o que prova que os BMW's também avariam. E de estranhar seria se não chegasse alguém a dizer que a culpa era da Carris, claro está.

Ironia ou talvez não, duas senhoras no seu perfeito estilo - permitam-me e sem ofensa - Tias da Lapa, ao passarem por mim após terem deixado o eléctrico que logo se tinha juntado ao meu, lá iam soltando frases de provocação olhando para mim como se fosse eu o culpado de toda a situação. «Já lá têm o dinheiro dos passes nem querem saber.... Agora temos de ir a pé a subir isto tudo está a ver!?...»

Mas também aqui não precisei tempo para explicar à senhora que o eléctrico não se poderia desviar, porque a dona do BMW era vizinha da tal protestante que insistia em dizer que era «inadmissível», tendo ouvido da boca da sua amiga e vizinha que não estariam ali «o carro e dois eléctricos parados por gosto. O carro avariou e nem anda para trás nem para a frente percebe?!»

De imediato o diálogo tornou-se chique de mais para quem habitualmente está habituado a lidar com um vocabulário menos carregado no «sei lá» e no «está a ver»...

Uma hora e dez minutos depois o reboque lá apareceu e a carreira 25E pôde finalmente regressar à sua normalidade. Amanha há mais.

Boas viagens!

Foto gentilmente cedida por Pedro Almeida, que esta tarde deu umas voltas na 25E

8 comentários:

Nuno Pato disse...

Rafael; como sabe que era essa a avaria do BMW?!...Sei lá?!...'tá a ver?! Um carrrrão desses, não avaria!!!... Sei lá!!!

Angelo disse...

Até deves ter ficado zonzo com tanta tiazisse!

E eu só hoje é que aprendi que os eléctricos tinham areia!

Rafael Santos disse...

Caro Nuno,

Porque a peça apareceu caída no asfalto :)

Ângelo,

A areia serve para facilitar as travagens e suaviza-las, assim como ajudar nos arranques difíceis em subidas ou zonas onde o carril está mais escorregadio.

Ou seja, serve para facilitar a aderência das rodas ao carril.

Cumprimentos,

Rafael Santos

Anónimo disse...

não sabem ter um fiat como eu, tá a ver!?... pega sempre á primeira e nunca avaria tá a ver!?...

Para que Serve? disse...

Estimado,
É um prazer contactá-lo e em primeiro lugar elogiar pelo bom blog que expõe a todos nós, leitores.
Envio este coment para anunciar a abertura de um novo blog, o "Macaquinhos no Sótão". http://osmacacosdosotao.blogspot.com/
Um blog pensado há muito, mas que só agora decidi abrir.
Gostaria muito de contar com a sua ajuda na promoção deste blog, colocando o link se possivel.
Como é claro, retribuirei sem piscar os olhos em colocar o seu link na minha página!
Espero uma resposta sua.

Pedro Ferreira disse...

Infelizmente, a cidade esta repleta de pessoas que nao tem respeito pelos demais. Mas nem sempre sao elas as culpadas, pois a pouco control no que diz respeito as regras de mau estacionamento.

Comprimentos
Pedro Ferreira

Natalia disse...

Olá Rafael,

Gostei de te ver à frente do 18 perto do Palácio da Ajuda! Parabéns por teres conseguido concretizar o teu sonho! É por isso que tenho esperança que um dia a Carris tambem concretize o meu de exercer a função para a qual estudei.
Aproveita cada momento!

Rafael Santos disse...

Olá Natália!

Bem no meu caso é caso para se dizer que «quem espera sempre alcança» e o mesmo digo para ti! Eu esperei três anos e valeu a pena esperar por isso não desesperes.

Continua a lutar pelos teus objectivos e qualquer coisa que possa ajudar apita!

Bjs e boa continuação ai pelas carreiras da Musgueira ou quem sabe num dos gabinetes da área para a qual estudaste :P

Bjs

Translate