sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

"Não se esqueça: Valide o seu título de transporte!"

A Carris lançou ontem uma campanha que visa alertar o cliente para viajar sempre com título de transporte válido. Embora esteja actualmente de férias, não deixei de utilizar os autocarros da Carris quando necessário, para me deslocar de um ponto para outro, dentro da cidade e dei de caras com um articulado da carreira 746 repleto de post-it’s colados nos vidros. Neles podia-se ler «Não se esqueça: Valide sempre o seu título de transporte!»

É sem dúvida uma campanha de Marketing que chama a atenção de qualquer um que utilize os transportes públicos, e embora considere que seja sempre uma campanha com resultados difíceis de alcançar (penso eu), nunca é de mais referir que a Carris, com esta campanha tenciona «claramente diminuir as situações de fraude existentes relativas à aquisição e validação do título de transporte».

Também no passado dia 2 de Dezembro, a Carris apresentou a campanha «Carris Presente», uma acção que visa «integrar todas as iniciativas de cariz social e de solidariedade que a empresa realize. O nome do projecto transmite a nova atitude da Empresa, presente todos os dias do ano e a todas as horas na Cidade e junto dos seus Clientes e, por outro lado, evidencia a presença que a CARRIS pretende concretizar no desenvolvimento de projectos de apoio solidário aos que mais precisam».

Para já a primeira missão passa pela recolha de «fraldas, roupa e brinquedos para distribuição a crianças carenciadas, os bens recolhidos serão doados ao “Banco de Bens Doados” e ao “Projecto Entreajuda”, entidades que, por sua vez, farão a distribuição junto de instituições mais carenciadas», diz o site da Carris.

Para conhecer estas duas campanhas, poderá visitar o site da Carris, e participar sobretudo na iniciativa «Carris Presente», porque infelizmente não é todos os dias Natal, embora na teoria o Natal seja quando o homem quiser...


Imagem: Site Carris.pt

11 comentários:

Anónimo disse...

boas Rafael, realmente até parece que a carris não sabe da realidade, realmente foi bonito andar a fazer a carreira 10 e entrarem aos magotes sem titulo de transporte nenhum e depois ver-se o autocarro cheio desse papelinhos, verdade seja dita que a frase no papelinho está incompleta, a frase devia ser
" valide sempre o seu titulo de transporte, caso o tenha. "
isto leva também á outra referência que fazes ou seja serviço social já a carris faz todos os dias ao transportar esta gente de borla, será que não chega? bom resto de férias.

Eu disse...

Muitos andam de borla, outros tem o titulo valido, mas nao o querem passar.O portugues nao gosta muito de obedecer a regras, entao nao querem passar o passe, principalmente os velhos resmungoes...
A strong quando começou a trabalhar para a carris, nao deixava passar ninguem impune, chamando a policia em alguns casos, em outros o autocarro ia ate a porta da esquadra... Mas a carris, achou que isso incomudava os passageiros, ou seja, clientes, entao voltou ao mesmo. Os tótós pagam, e os espertos vao de borla...

Condutor do TXXI disse...

Tambem não me parece ético, quase toda a gente ter titulo de transporte e por causa dum ou dois que estão ilegais, prejudica-se os passageiros que lá estão bem, a po-los na rua para o autocarro seguir para a esquadra com quem não quer levar a multa a bem.

Já aconteceu na 794 logo ás 5 e tal da manhã com cerca de 15 passageiros legais que iam para o emprego.

nuno disse...

Os tótós pagam e os espertos gozam connosco!
abraço Nuno

Andre Bravo Ferreira disse...

O primeiro autocarro em que entrei e vi foi o 742, na paragem a seguir entraram 3 pessoas e validar o passe é para os "tótós" como acima disseram.
Não creio que tenha muitos resultados práticos mas o tempo o dirá...

Grande abraço.

CR 35 disse...

Povo!quando chegar a hora de aumentar os ordenados dos funcionários da CCFL ,o argumento da administração é o seguinte" Portugal atravessa uma crise e o governo não pode dar mais de 1,5% por cento "a solução para atenuar as fraudes que passam todos os dias pelos transportes da CCFL e dar um aumento digno de quem tem que olhar para o lado quando meia dúzia de utentes dos 7 aos 80 passam sem validar qualquer tipo de transporte e que por vezes se gabam de o fazer era passar a multa e o pagamento na hora como acontece aos motoristas e guarda-freios que por azar ou por consciência dos actos que cometeram o têm de o fazer ,se não resultar ir ao ordenado ou ao rendimento mínimo ou pôr o povo infractor a trabalhar para a sociedade que talvez desse para aumentar o ordenado aos funcionários e manter a frota num brinco.Não basta por papelinhos porque o Povo continua analfabeto e se o papelinho estiver em grande destaque continuam a incomodar os funcionários com perguntas sem nexo para a resposta ser um bocado para o bruto e depois dizerem que os funcionários são mal educados e que estão de mal humor ou que deviam procurar outro emprego que aquele não serve.Boas Viagens

Blackbelly disse...

Mas a Carris anda acredita no Pai Natal? Os papelinhos vão mudar algo?

Infelizmente o Português são aprende com a repressão e castigo.

Devia ser 2 multa por não ter título de transporte e 1 multa por não o ter validado!

Mai nada!

alphatocopherol disse...

Já enviei há uns anos e-mail à CARRIS sobre a problemática das borlas nos autocarros em Lisboa. A resposta foi dada (Ao menos isso), mas já na altura a própria empresa não tinha grande solução para o problema.

Hoje cada vez que volto a Lisboa e viajo na carris reparo que o problema não se mantém. PIOROU! São muitos mais aqueles que não validam qualquer título, desses grande parte não terá sequer título de transporte...

Podia-me ser indiferente, podem até acusar-me de ter inveja por não ser chico esperto. A verdade é que acho isto eticamente vergonhoso. O pobre, o reformado, o trabalhador honesto paga título por mais dificuldades que tenha... O chico esperto anda à borla impunemente...

Revolta-me simplesmente

Abraços

Anónimo disse...

e o mais lixado é que provavelmente quem mais reclama são mesmo estes que não pagam.

Anónimo disse...

Os papelinhos a meu ver é mais uma forma criativa, entre outras que a Carris tem vindo a desenvolver de formar consciências, tanto para os clientes como para os tripulantes (exemplo dos "flyers" em forma de cabide). Talvez fosse mais engraçado se cada papelinho fosse um poema ou um pensamento. Agora, com o "Não se esqueça de validar o título", é só mais um pretexto para esmiuçar o motorista.

Quanto às borlas, só vejo uma solução, mais fiscalização. Para quem não tem título, multa! Para quem tem e não valida, uma chamada de atenção. O transtorno causado a terceiros tem de ser o mínimo, mas tem de ser feito, porque água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.

Não esquecer, nas carreiras night-
bus ninguém paga título. A Carris até convida a quem andar nos copos e quem tem dinheiro para os pagar, utilizar os autocarros. Agora, para quem estuda paga metade, quem não faz nada (reformados) paga um terço, e quem trabalha paga por inteiro e paga para os outros! O que me tranquiliza, é a ideia ser do governo e não da Carris. (penso eu de que)

A Faixa do Bucho.

Eu disse...

o nite-bus é a camera que esta a entrar com o dinheiro,ai a carris nao perde...

A unica solução é a carris fazer como antigamente, e meter la cobradores... Bastava por em cada autocarro ou electrico, um gajo da strong a cobrar bilhetes... ja nao havia tantas borlas...

A carris acha que é um transtorno pedir ao passageiro para comprar bilhete, entao escreve recadinhos...

Translate