terça-feira, 15 de setembro de 2009

Diário do Tripulante - Versão 2.0

Sobre rodas ou nos carris, as histórias e episódios aqui relatados neste blog, têem composto um misto daquilo que é o dia-a-dia de um motorista ou de um guarda-freio na cidade de Lisboa. O que começou numa brincadeira, acabou por se tornar o ponto de encontro de muitos, tal como os autocarros e eléctricos desta cidade, que cruzam vidas a cada viagem que fazem pelas ruas da capital.

Há encontros imediatos, conversas cruzadas, varias nacionalidades, várias culturas, e todas elas fazem com que todos os dias haja algo para contar. A maioria das histórias deste blog passam-se nos autocarros da Carris, mas como se tem vindo a verificar pelos comentários publicados por colegas guarda-freios, o panorama não difere muito, a bordo de um eléctrico.

Hoje conto as histórias que vou assistindo, muitas das quais, impossibilitado de me abstrair, enquanto conduzo o autocarro, mas quem sabe num futuro próximo poderei também contá-las enquanto conduzo um eléctrico. O leitor habitual já sabe do meu gosto pelo transporte mais antigo da capital, e já que não posso exercer aquilo que realmente gosto, que é fazer televisão, há a esperança de em breve poder trocar a borracha dos pneus pelo ferro dos carris.

A verdade é que este blog já vai juntado as duas profissões que compõem a cara da Carris – os motoristas e guarda-freios. Por isso mesmo, acho que chegou a altura de dar uma nova imagem ao blog «Diário do Tripulante», com recurso a uma fotomontagem da autoria de Daniel Pedrogam, que gentilmente cedeu-me a imagem para a apresentação deste espaço que também já é seu.

Durante algum tempo será este o logótipo que vai ver no cabeçalho desta página porque aqui as histórias já não vêem só das carreiras, afectas à estação da Musgueira. Aqui já passaram histórias vividas por colegas da Pontinha, outros de Miraflores e até de Santo Amaro.

Do volante para o freio, este blog continuará, a contar histórias, a relatar situações e a sugerir espaços culturais e iniciativas, aos já mais de 40 mil visitantes, para provar que há muito para fazer em Lisboa, cidade a que me orgulho de pertencer, porque como se diz na noite de Santo António... «Lisboa é linndaaa!!!»

Boas Viagens!


n.d.r.: A imagem original do cabeçalho está on-line na galeria do autor, no Olhares.com

7 comentários:

Lpds25 disse...

Realmente a montagem está original. um éléctrico com rodas e frente da minha carroçaria favorita - a viale, sinceramente...
Parabéns a quem a fez e a tí pelo blog, que já se tornou um hábito de consulta da minha parte.
Penso que ainda não tive oportunidade de viajar num autocarro contigo aos comandos porque da Musga apanho raramente o 720, o "teu" 742 e a 56 (rarissimamente...), o resto das linhas que utilizo é tudo de Miraflores. Abraço e continua
Luís

Bruno Pedroso disse...

Bravo Rafael! Uma imagem interessante e deveras cómica x)

Continuação de boas escritas a desvendar esse terrível mistério do que é ser condutor de autocarros ou guarda freio da Carris.

APS disse...

Parabéns amigo Rafael.
Temos nova roupagem no Blogue, um electrico com rodas.

A montagem está muito interessante.

Espero que nos electricos arranje boas histórias para nos contar.

Boa Sorte!
Um abraço
APS

Brno Pedroso disse...

Eu sou presença assídua nos 47, 40, 56, 720, 793 ou então o 10... Mas por acaso também ainda não vi o Rafael... ou então não me lembro =)

Blackbelly disse...

Imagina bem gira! Parabéns.

Hoje deixei o carro e a bicleta em casa e usei os tranportes públicos! lá fui no 35 mas não era o Rafael que ia aos comandos!

Dia 22 repetirei ;)

Parabéns pelo seu blog e a nova imagem está divinal!

Rafael Santos disse...

Agradeço a todos as palavras sobre a mudança de visual do blog :) Blackbelly e porque não fazer isso todos os dias ??? :)

Blackbelly disse...

Primeiro há um erro na minha mensagem... Não devberia começar com "imagina..." mas com "Imagem..."

Rafael, os transportes é raro, prefiro substituir o carro pela bicicleta ;) e agora mais ainda certamente, pois só não usava mais a bicicleta por uma questão de resistência física/treino mas é algo que vai evoluindo...

Mas olhe que me farto de pensar nisso de eliminar o automóvel e acredito que as vezes em que o levo, é mais de metade das vezes por comodismo puro e simples! Mas é algo que está a mudar.

Ah! e de bicicleta demoro tanto ou menos que num dia de trânsito e de transportes demoro tanto como de bicicleta. Por isso acho que o carro está mesmo aqui a mais!

Translate