quarta-feira, 19 de agosto de 2009

«A pouco e pouco», lá chegaram mais duas folgas e com ritmo...

E pronto! Custou a passar mas já está mais uma semana para a reforma, como se costuma dizer. A pouco e pouco, os dias foram passando. A pouco e pouco o autocarro lá foi andando. A pouco e pouco as pessoas lá foram entrando e saindo. A pouco e pouco lá foram feitas perguntas e dadas respostas, enfim mais uma semana com algumas histórias para ficar na memória. Hoje terminei a semana na 35 com uma daquelas médias que nem a pouco e pouco havia meio de ver o fim.

Por falar em pouco e pouco, esta tarde entrou-me uma jovem que meio alucinada - digo eu - pôs-se a cantar e a dançar junto á porta da frente enquanto aguardava o troco do bilhete. De phones nos ouvidos, abstraída de tudo e de todos, lá cantava a música que até eu conseguia ouvir, tal não era o nível do volume. Meio desajeitada na dança, provocou alguns risos na «plateia» que estava bem composta já desde a Av.Roma. A pouco e pouco criava-se uma imagem dentro da minha cabeça e num instante pensei que tinha recuado um ano para trás, não estando na Av.General Roçadas, mas sim a assistir em casa ao «brilharete» que Amy Winehouse deu no Rock In Rio.

Á jovem de hoje só faltou mesmo tropeçar no seu próprio salto alto. E porque a semana passou a pouco e pouco, aqui vos deixo com uma recordação musical de outros tempos, já que aqui falei de música. Ao pesquisar no YouTube lá encontrei o teledisco desse homem da música portuguesa que todos conhecem pelo menos de nome - José Cid. Diga lá que já não se lembrava daqueles óculos escuros que costumavam aparecer na RTP e que não eram os do Abrunhosa.

A música chama-se claro está: «A pouco e pouco» e achei engraçado o teledisco pelo facto de mostrar através da letra um pouco do dia-a-dia de quem enfrenta pela manhã a agitação matinal e porque dá para recordar Lisboa de outros tempos com autocarros de dois pisos (É +/- aos 0.24 segundos). O local, esse parece ser a Av.Infante Santo. Ora carregue lá no play e recue você também no tempo.





Boas recordações, bom apetite para as favas com chouriço, que eu volto aos comandos já no Sábado :)

3 comentários:

CR 35 disse...

Favas ?detesto ! chouriço nem vê-lo !mas a secretária que é tão boa,a essa sim dava-lhe as favas com o chouriço e a paragem parece de facto na infante santo com o laranjinha a circular na 22 e o cocas na 20 .Bom fim de semana.
Roger

Rita disse...

Olá tem aqui um blog mt giro cheio de emoção grande animçao e subertudo intressante!
Continuação de uma bela semana e deste blog espectacular.

Iberista disse...

O B59 é de certeza um 22 (vê-se, durante um segundo o início da bandeira "A.S.Amaro". Já o AEC tenho dúvidas que seja da 20. Para as imagens serem a preto e branco o mais certo forem ter sido tomadas antes de 1980 (ano em que se iniciaram as emissões a cores em Portugal) e nessa época a 20 não passava pela Infante Santo, mas sim pelas Necessidades (como o 13 fez mais tarde e actualmente a 773). Assim, aquele autocarro estaria ou na 38 ou na primitiva 55 da Picheleira para Alcântara-Mar (não sei porquê, mas inclino-me mais para esta última - sai muita gente mas só entra o José Cid!)

Translate