quinta-feira, 18 de junho de 2009

Na sauna 44: A saga do ar condicionado parte 2

«O estádio estava cheio e quando marquei o golo ao Benfica, as lágrimas caíram-me. Foi o pior jogo da minha vida!», a frase é da autoria de Rui Costa, num anúncio do clube da Luz, mas se Rui Costa fosse motorista e hoje tivesse andado com o 4145, até aposto que a frase seria algo mais parecido com "O dia estava muito quente e o autocarro não tinha ar condicionado. As pessoas não compreendiam e quando necessitei de ir ao WC a porta não abria. Foi o pior dia de trabalho da minha vida"...

Já se sabia que as temperaturas iam aumentar, mas atingir os 40º em plena tarde é que não estava nos planos, se bem que logo pela manhã, ou melhor pela madrugada, já o calor se fazia sentir quando o relógio apontava as 5h00. Já da parte da tarde o panorama piorou e se não há pessoa que resista ao calor, também não há carros que resistam, sobretudo quando andam a trabalhar das 5h00 ás 22h00 aproximadamente.

Há já uns bons meses que não fazia a carreira 44, mas se soubesse o que me esperava tinha trocado o serviço. O autocarro não tinha ar condicionado, ou melhor, tinha mas deitava ar quente, pelo que optei por desligar, porque para quente já bastava o ar natural. O motor esse estava acima dos 110º C, e a água de arrefecimento estava demasiado quente, pelo que avisei de imediato a C.C.T.

Do outro lado, pediram-me que aguentasse o serviço com aquele autocarro porque não havia disponibilidade para se efectuar a troca, mas o pior ainda é que já nem podia ouvir os passageiros também eles saturados com o calor. É que nestes dias há sempre alguém que pensa ser mais esperto que o outro e lá entra dizendo: «Sr. Motorista ligue o ar condicionado porque está aqui muito calor....» Está?! Ainda não tinha notado! E talvez por isso tivesse o pólo todo encharcado nas costas, ou será que quis transformar um autocarro numa sauna?...

Depois houve também quem dissesse que «se calhar ele (motorista) não sabe é ligar o ar condicionado porque este autocarro tem, não vê ali escrito no vidro?....», obviamente que esta senhora teve de ficar a saber que se ali havia alguém com mais calor era eu que até estava a levar com o sol de frente e não estava de passagem. O suficiente para angariar algumas opiniões a meu favor, o que provou que ainda há gente (pouca, mas há) que tem consciência das dificuldades que passamos no nosso dia-a-dia.

Como se não bastasse e porque nestes dias bebe-se sempre mais água, porque a hidratação assim obriga, obviamente que mais líquidos há para "despejar" e o pior mesmo é quando nos deparamos com uma fechadura de uma casa de banho que não abre a porta. Resultado: aguentar, aguentar até... rebentar! :)

Há mesmo dias em que tudo está contra nós e resta-nos esperar que o dia seguinte seja bem melhor que o anterior. Haver vamos...

Boas Viagens!

16 comentários:

Pedro Almeida disse...

Livra amigo, mas que dia realmente INFERNAL!!!
Eu confesso que estava convencido que as empresas (neste caso a CARRIS) tinham em atenção os sistemas de ar condicionado por alturas do Verão, quanto mais não seja, para proporcionarem algum "conforto" a quem tem que estar agarrado ao volante HORAS por dia, e a levar muitas vezes com o sol directamente...
Já os passageiros, por mais que se queixem (alguns queixam-se de tudo é impressionante), sempre podem mudar de um lado para o outro do autocarro, (quer viagem sentados, quer viagem de pé), e para não falar que em média permanecem praí uns 30/40 mín dentro do autocarro,e por mais que sintam "calores", dificilmente atingem um ponto de saturação, que provavelmente quem lá está dentro 3 e 4h seguidas, acaba por... SENTIR!
Mas amigo tem fé, e pensa que o próximo vai ser tão fresco, mas tão fresco, que a malta até vai sair de lá de dentro com luvas, cachecol e gorro ehehe

Vá, grande abraço do madeirense e boas viagens!! Fica bem!

Vasco Lopes disse...

Pois é, Rafael...
As pessoas habituaram-se ao bem-bom do ar condicionado e agora não querem outra coisa:) Mas é compreensível. Também não tenho saudades do tempo em que saía dos autocarros a suar em bica e com a roupa colada ao corpo, como aconteceu centenas de vezes, noutros tempos.
O que já não acho normal é o facto de o calor bloquear o cérebro de alguns passageiros, ao ponto de dizerem que não sabes ligar o ar condicionado.
E também não acho nada normal que um carro com o ar condicionado avariado saia da estação num dia em que estão 35 graus.
Enfim, pode ser que amanhã seja melhor.

Anónimo disse...

Já vi que a porcaria vai ser a mesma em relação ao ar condicionado dos autocarros, infelizmente.
Sinceramente preferia que não tivessem ar condicionado do que depois ter de ouvir o que tu ouvis-te, se essa gentinha soube-se os que passamos por causa do calor, mesmo com ar condicionado fico com as costas ensopadas, devem pensar que somos masoquistas.
A estupidez de certa gente chega ao ponto de nem sequer saber o que é o ar condicionado e se vai ligado ou não, podiam por a mão a ver se está a sair o ar pelo menos não?, há uns dias até estava a chover e não estava calor liguei aquele botãozinho mágico para tentar tirar o mau cheiro ( carreira 106 ) e não é que uma cigana grita lá do fundo: -"desliga o ar condicionado que não está "caloriiiiiii"", mexeste tu uma palha?, eu tambem não e ainda era para lhe dizer que aquilo era para tirar o mau cheiro por causa de certas pessoas que não se lavam mas como ia ofender 89% das pessoas que iam no autocarro fiquei caladinho :-)
fica bem
aquele q não é brasileiro eh ehe eh

||_MiX_|| disse...

Há pessoas que só podem ser apelidadas de estúpidas, que o termo é mesmo este!! Verdade seja dita que muita gente reclama sem ter razão e por tudo e por nada mas enfim, temos de nos habituar à realidade portuguesa.
Devia ser melhor, mais confortável como em certos países de África, Ásia e afins, em que não tem nada do que temos e ainda levam as galinhas, os porcos e sabe-se lá mais o quê.

Grande abraço.

André Bravo Ferreira

Zoe disse...

Boa tarde sr. anónimo

é sempre bom sabermos, nós utentes, que somos considerados como gentinha pelo pessoal da carris...(como se não o soubéssemos...)
mas, se sofre assim tanto ao volante, porque não vai para a terra cavar, ou trabalhar para as obras? nestes sítios, como toda a gente sabe ninguem sofre com o calor! entretanto podia passar pela escola e terminar os estudos em qualquer coisa: é que não é "ouvis-te" mas ouviste, não é "soube-se", mas soubesse.
o rafael quer passar a ideia, talvez à sua imagem e semelhança, que ao volante, todos são bons, bonitos, educados..a realidade não é bem assim, aparece-nos cada burgesso pela frente, que socorro!
o que se passa agora na carris, passava-se na pt há uns anos atrás, tratavam os clientes abaixo de cão, agora com a concorrência, é só delicadezas, é o que faz falta à carris, concorrência...

Rafael Santos disse...

Caro Zoe,

Decidi aprovar o seu comentário, não pela resposta em si ao anónimo anterior, mas porque tento que este blog seja um espaço construtivo e onde se possa discutir vários pontos de vista.

Permita-me no entanto corrigi-lo porque o que tento fazer com este blog é nada mais nada menos que mostrar o dia-a-dia de um motorista ou guarda-freio da Carris e valorizar os seus próprios valores que 90 % da população e utentes ainda desconhece.

Como em todos os lados e em todas as profissões há bons e maus profissionais. Creio quem ninguém é perfeito e venha o primeiro dizer que nunca errou...

Depois quanto ao comportamento que refere de alguns tripulantes, deixe-me esclarecer-lhe que nesse campo a Carris já esteve bem pior e falo por experiência própria que antes de ser Tripulante fui passageiro durante anos.

Comportamento gera comportamento e muitos desses casos são originados pela falta de respeito que há porque quem está ali a transportar milhares de vidas por dia.

Espero que o tenha esclarecido e que a sua experiência enquanto utilizador dos serviços da Carris melhore, e que dê um pouco mais do benefício da dúvida a quem está ao volante e tem de enfrentar 8 horas de trânsito, de horários, de pessoas mal dispostas, etc...

Continuação de boas visitas e boas viagens!

Rafael Santos

Condutor do TXXI disse...

A Zoe nunca deve ter andado neste lindo percurso: http://www.carris.pt/pt/ficha-de-carreira/106/descendente/, maneira que não compreendeu que a gentinha não são todos os passageiros da Carris.

Condutor disse...

A Zoe nunca deve ter andado neste lindo de percurso: http://www.carris.pt/pt/ficha-de-carreira/106/descendente/ e acha que o comentário foi para todos os utentes da Carris. Mas não foi. Foi só para os de algumas carreiras.

Zoe disse...

ó rafael, eu posso relevar muita coisa, agora chamar-me caro zoe é que não!é que já é a 2ª vez que me chama caro!!!eu sou A zoe!!!
relativamente aos desrespeitos não sei quem começa primeiro,se calhar a carris quando salta horários (1, 2, às vezes 3...)afixados nas paragens, e depois lá aparece o 4º, sem uma explicação ao utente, nada;qd chega ao terminal de uma carreira e quando as pessoas se preparam para entrar, reservado e ala que se faz tarde,sem uma justificação ao utente, enfim, são tantas, mas tantas as situações a que tenho assistido que dava para um livro. de reclamações!!!!
não penso que alguma coisa melhore através destes diálogos, penso que sim que tem de mudar a partir de cima e com mais investimento na formação.

Rafael Santos disse...

Pois bem carA Zoé (uma vez mais deculpa),

É apenas o seu ponto de vista, mas para concluir creio que não é necessário apostar mais na formação, mas talvez sim na informação e porque não aproveitando os paineis nas paragens. Quanto ao que referiu do saltar horarios tem haver com a selvagaria do trânsito desta cidade que cada vez mais desrespeita os transportes públicos e como estes ainda não têem asas torna-se impossível cumprir horários.

Mas creio que essas suas reclamações, se fossem escritas para a Carris seriam um excelente contributo para a melhoria do serviço.

Cumprimentos,

Rafael Santos

Anónimo disse...

Boas, como fui eu que escrevi o comentário que gerou alguma polémica, decidi escrever novamente para pedir desculpa se ofendi alguém, obviamente não me estava a referir a todos os passageiros da carris porque tenho familiares que são passageiros e eu próprio o sou, e felizmente a grande maioria dos passageiros da carris não se enquadra no referido comentário, estava só a referir-me a esta carreira ( 106 ) e a algum tipo de utentes que a utiliza.
Cara zoe, obrigado pelas lições de portugês, não vou trabalhar para as obras porque já lá estive e sofre-se ( penso q é assim q se escreve ) um pouco mais.
Convido-a a fazer algumas viagens nesta carreira, são viagens curtas, mas muito intensas e depois deixe-nos aqui a sua opinião se o caro Rafael o permitir.
Mais uma vez peço desculpa se feri susceptibilidades.

CR 35 disse...

A utente Zoe não deve ser utente de lado nenhum pois não sabe andar de tranportes públicos não se deve transportar em determinadas carreiras porque os cheiros devem ser demasiado para o seu olfacto não se transporta em carreiras porque a linguagem deve ser demasiado forte para os seus delicados ouvidos e a formação que tem se calhar não chega aos calcanhares de um motorista ou guarda -freio se está mal servida e a carris não precisa de concorrência escreva para o presidente da Câmara a dar sugestões e não para dar reprimendas porque o pessoal da carris se calhar nunca a irá chatear no seu local de trabalho porque desconhece se no mesmo é competente ou não se é educada com quem a contacta e se realmente tem formação sem mais nada para registar o texto vai mesmo assim porque não me apetece corrigir e a minha escolaridade pode não ser a da menina mas chega para responder .Um abraço

Eng. Nielson Rock disse...

A rapaziada da C.C.T raramente manda recolher os carros, por terem o ac avariado. Para eles, desde que o carro ande, está operacional. Pode ter tudo avariado, portas, ac, consola, volante, alguem que fez xixi la dentro, ate os travoes avariados. Desde que as rodas andem, esta sempre tudo bem para eles. Eles nao se importam se há condiçoes. Eles querem é os carros na rua...

Blackbelly disse...

Eu se fosse moorista da Carris e levasse com um porradão de gente mal-encarada a resmungar, podem crer que também acabava o dia mal disposta e a reclamar com os utentes!

Os motoristas da Carris são pessoas e funcionários a cumprirem uma função. Porque será que tanta gente os trata como criados?

Nielson Rock disse...

Blackbelly, ai tens toda a razao.. è por isso, que cada vez que entramos no autocarro, o motorista esta sempre mal disposto. e porque?? porque quando tu entras, ja ele levou com um porradão de gente mal encarada, que ja lhe chamou tudo menos pai, que ja mandou vir com ele sem ter culpa nenhuma, e que ja reclamou por tudo e por nada.. e depois nao ha ninguem qua ainda sorria ao fim do dia... Por isso, é que o motorista da carris tem fama de ser mal disposto...

||_MiX_|| disse...

O relações-publicas da Carris à umas 2 semanas perguntou-me porque não me ia inscrevia para tripulante, respondi-lhe que com as coisas que assisto todos os dias e o meu mau feitio em certas ocasiões ao fim de 3 dias era despedido e/ou montes de queixas!

Grande abraço.

André Bravo Ferreira

Translate