segunda-feira, 18 de maio de 2009

"Coincidências" a bordo da 718

Mais um dia a juntar a tantos outros, e hoje foi na carreira 718 (I.S.E.L. - Amoreiras) com o trânsito infernal entre Campolide e as Amoreiras, contrariando alguém que diria que o túnel do Marquês iria reduzir o tráfego à superfície naquela zona. Mas muito da confusão verificada a uma hora de ponta naquela zona, também se deve ao Liceu Francês. O ensino parece que é dos melhores, mas a educação de quem o frequenta, ou melhor, dos familiares de quem o frequenta, diria mesmo que é das piores.

Expliquem por favor a esses(as) senhores(as) que ali, passam autocarros e que em cada autocarro há dezenas ou centenas de pessoas que estão também elas, de regresso a casa. É que esta ideia "portuga" de deixar mesmo o carro à porta do colégio esquecendo tudo o resto que está à volta, tem que se lhe diga. Eu só digo uma coisa - falta de civismo! E tudo isto resumido, seria o mesmo que dizer que demorei 35 minutos de Campolide ao terminal das Amoreiras.

Mas ainda antes da hora de ponta e antes da ventania "varrer" as ruas da capital, aguardava no terminal das Amoreiras a hora da partida da minha segunda viagem do serviço. Motor desligado, portas fechadas, porque ainda faltavam cerca de seis minutos e quando terminava a revista ao autocarro eis que surge uma senhora, primeiro espreitando para o interior do autocarro com a ajuda da sua mão que encobria o sol radiante que a reflectia no vidro, e depois com um toc-toc-toc no vidro provocado pelo seu punho fechado tentando chamar-me a atenção.

«Está fechado? A que horas abre?...», perguntou a senhora talvez mais habituada a ir ás compras pela fresca ou à hora do almoço, porque por instantes recordei-me do tempo em que trabalhava numa loja de roupa e também ali em frente às Amoreiras, onde eram habituais estas perguntas. É que parecia mesmo que se tratava de uma loja.

Mudei as bandeiras, dei início de viagem na consola e abri a porta dizendo-lhe que ainda faltavam quatro minutos. A senhora lá entrou, e se com a porta fechada tinha tanta vontade de falar, quando abri a porta e entrou, nem boa tarde disse. Tal e qual os clientes daquela zona e que tinha lá na loja. Coincidências!
Boas Viagens!

9 comentários:

Pedro Almeida disse...

Confesso que achei interessante a frase da "mão que encobria o sol radiante que a reflectia no vidro", tem um fundo de romantismo e filosofia, tá porreiro, gostei...
Já em relação á 718, a verdade é que aquela ida ás Amoreiras estraga tudo!! Acho que até o "romance tórrido" com o 742 entre Campolide e Xabregas consegue ser mais aceitável, do que o tempo perdido á volta das Amoreiras, mas pronto...
Esperemos que aquela carreira mesmo com o 7 pela frente, ainda tenha a sorte de ter alguma alteração, e consiga fluir como deve de ser...


Bem amigo, abraço do madeirense e boas viagens!!

Nuno de Sousa disse...

Boas amigo Rafael, mais um vez o meu obrigado pela visita ao blog SOS Lisboa e pelas palavras ali deixadas... e quem sabe não tenha fotografado um dos autocarros onde ias caso tenhas passado neste Sábado pela zona de Alvalade :-), tenho algumas fotos...
Um abraço de amizade,
Nuno de Sousa

||_MiX_|| disse...

À pala de carros mais estacionados, falta de civismo e pensarem que é tudo deles é o que 206 das 2h30 ficou retido antes de Sapadores porque 2 senhores estacionaram mal os popós e o autocarro não conseguiu passar, resultado: Saiu toda a gente e nem sei quanto tempo lá ficou o motorista e o seu Volvo.

Grande Abraço.

André Bravo Ferreira

efcm disse...

a carris não tem nenhuma linha directa para a policia ir lá com um reboque desimpedir a estrada???

Paulo disse...

A PSP de Lisboa tem apenas meia dúzia de reboques. Além disso... todos os dias, à saída do Liceu Francês e há vários anos, está lá um polícia de trânsito... que não faz nada, por isso...

||_MiX_|| disse...

Hoje de manhã à porta do Liceu Francês estavam 2 polícias a passar multas a quem tinha o carro mal estacionado.
Será que os Srs agentes lêem o Diário do Tripulante?

Grande Abraço.

André Bravo Ferreira

Rafael Santos disse...

efcm a Carris dispõe dos Smart's que são constituidos por um elemento da CCFL e por um Policima Municipal, mas infelizmente não conseguem andar em todo o lado sobretudo nas horas de ponta.

Mix, se lêem ou não, ficamos por saber, mas se assim for é bom sinal :)

Abraços
Rafael Santos

Anónimo disse...

Sou efectivo na 718, todos os dias está lá a policia, mas quando chega a hora de os miudos sairem do liceu, as auturidades dispersam-se deixando aquele local um verdadeiro pandemónio entregue a pessoas importantes e corpos diplomáticos.
Já no terminal é a mesma coisa, viaturas particulares estacionadas na paragem enquanto o autocarro faz o seu tempo estacionado na faixa de rodagem, enquanto isso está a polícia a não deixar os taxis pararem para além do limite da praça e a emel a bloquear carros estacionados em cima de terra batida (antigas instalações carris/amoreiras) onde não estrovam ninguem.

Anónimo disse...

Sou efectivo na 718, todos os dias está lá a policia, mas quando chega a hora de os miudos sairem do liceu, as auturidades dispersam-se deixando aquele local um verdadeiro pandemónio entregue a pessoas importantes e corpos diplomáticos.
Já no terminal é a mesma coisa, viaturas particulares estacionadas na paragem enquanto o autocarro faz o seu tempo estacionado na faixa de rodagem, enquanto isso está a polícia a não deixar os taxis pararem para além do limite da praça e a emel a bloquear carros estacionados em cima de terra batida (antigas instalações carris/amoreiras) onde não estrovam ninguem.

Translate