domingo, 8 de fevereiro de 2009

«Nós por cá» na 767

Costuma andar de autocarro mas não repara na quantidade de pessoas que não dizem bom dia, boa tarde ou boa noite? E você, cumprimenta o motorista quando entra no autocarro? O programa «Nós Por Cá» da SIC acompanhou uma viagem da carreira 767 entre o C.M.Patria e a Estação da Damaia (carreira afecta á estação de recolha da Pontinha).

Uma reportagem de Joana Latino com imagem de Gulherme Lima que mostra um pouco do nosso trabalho no dia-a-dia dos transportes de Lisboa, na companhia do colega Carlos Brás.



5 comentários:

Anónimo disse...

Bom dia Rafael !
De facto o Rafael tem razão quando diz que a maioria das pessoas que entram no autocarro não cumprimentam,tem razão,mas o contrário também é verdade, pois tenho por hábito dar sempre bom dia ou boa tarde ao motorista e digo-lhe,são raras as vezes que ele, o motorista, me responde, quando é um jovem normalmente responde mas os seus colegas assim da minha idade (53 anos) ou mais velhos, casmurros nem olham e a boca fica fechada, enfim há de tudo como em todas as profissões. Bom trabalho e tenha uma óptima semana

PaPeRaNoU disse...

o comentário desta senhora ou senhor, deve-se estar a referir aos 10% (secalhar até menos) que dizem o bom dia/tarde ou noite...:)
Esta reportagem deveria era ter sido feita numa das imensas carreiras que tem a estação da musgueira...por exemplo a 108/777 (carreiras da santa casa da mesiricordia,onde raro é o passageiro que para além não ter as regras básicas de boa educação,se faz transportar sem título de transporte válido).Ou melhor, como já aconteceu á dias com 1colega na 777,entram pela porta de trás com um pit bull(sem qualquer açaime ou caixa de transporte), quando o motorista lhes pede com delicadeza para sair,estes ameçam-no,etc...lá acabam por sair e quando o colega persegue viagem, o autocarro é apedrejado...! Até poderei dar razão a este comentário,apesar de continuar a afirmar que serão para aí uns 10% que cumprimentam o motorista...e aqui também estou a incluir aqueles que parece que é com obrigação que o fazem,falando baixinho,etc...Eu adoro o que faço e estou bastante contente com o meu trabalho,mas acho que poderia ser ainda melhor...por exemplo,quando sou escalado para a carreira 79,onde 90% dos passageiros são pessoas de certa idade,sinto uma alegria imensa pois considero esta carreira como "1 dia de férias" pois as pessoas num geral são todas simpáticas e bem educadas,até faço questão de quebrar as regras(como parar fora da paragem,desde que eu ache que não existe perigo e que não se encontra polícia por perto),que sabem avaliar e pôr-se do lado do motorista quando ele tem razão...não é como em certas carreiras onde o motorista é sempre o culpado de tudo o que acontece de mau,e quando acontece o bom não têem o merecido elogio(lógico que há excepções á regra)...Da mesma maneira que escrevem para o provedor do cliente a dizer o que está mal e que não concordam, acho que também deveriam fazer o contrário,louvar o motorista quando acharem que ele foi um óptimo profissional...Acho que o civismo na sociedade portuguesa está cada vez pior,e por x se os motoristas(os mais velhos) não respondem,concerteza será porque já são imensos "kilómetros" de falta de educação e de respeito que tiveram ao longo da sua carreira...
Amigo Rafael,desculpa o desabafo longo,mas aproveitei esta dixa...abraço

Carlos Correia disse...

Não sou de todo fã do programa dessa figura quase incontornável em que a senhora Conceição Lino se tornou nos últimos tempos, mas desta vez o tema abordado conseguiu ser interessante.

Cumprimentos

Carlos Correia
element@netcabo.pt

Anónimo disse...

Vê-se logo que a jornalista não costuma andar de autocarro.
-PARA TRÁS QUE HÁ ESPAÇO E O PESSOAL NÃO ENTRA!!!!!
-AIAIAIAI ROUBARAM-ME O DINEHIRO
-OLHA O GAJO JÁ LÁ VAI, O RAIO DO BANDIDO

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

Translate