segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Uma semana cansativa e os insultos que já se tornam um habitué

Engana-se quem pensa que ser motorista da Carris é pêra doce. Por vezes até é bem amarga porque somos nós que estamos ali a dar a cara. Depois da aventura na 708 que acabou no reboque até á Musgueira, o resto da semana não foi melhor. Na segunda-feira 27 de Outubro fui uma vez mais escalado para a 742 (já sou quase efectivo nesta carreira) e na parte da manhã tinha marcado três horas extra na carreira 35, dado que é das que me dá mais gosto fazer, mas à última da hora trocaram-me para a 56.

Na terça-feira lá fiz as mesmas 3 horas de manhã e aqui sim na 35, num regresso a esta carreira (já não a fazia desde Agosto) e da parte da tarde mais um regresso e desta feita aos Sete Céus.

Não, não fui de férias nem de avião. Fui para a 777 a carreira da Alta de Lisboa que de alta só mesmo a localização geográfica. O serviço até correu bem, tirando o vendaval que se fez sentir que até destruiu algumas paragens. O vento e o frio foi tanto que até a almofada de uma cadeira levaram. Informei a central, dado ser uma carreira certificada e ficaram de me trocar o autocarro, o que não aconteceu até ao final do serviço.

Na quarta-feira terminei a semana na 36 e para quebrar a rotina tudo correu ás mil maravilhas.

Quinta e Sexta folga...

E sábado o início de mais uma semana e em grande... Carreira 15E, transbordo Belém - Algés, devido a Obras que impossibilitam a ida do eléctrico a Algés. Muitos turistas, muitos bilhetes vendidos e a visita de um amigo spotter que acabou por me apanhar enquanto disparava tendo acabado por me oferecer a imagem deste post.

No domingo, um daqueles dias para esquecer... 742 e dia de finados com centenas ou até mesmo milhares de pessoas que se deslocam habitualmente neste dia aos cemitérios. Autocarro sempre cheio, nomeadamente entre P.Chile e Madre Deus. AHHH e ate com flores levei na cara, ainda que sem o querer da própria cliente que dado o aconchego e os apertos no autocarro la se foi chegando até ao ponto que deixei de ver o espelho direito....

Hoje segunda-feira regressei para a 15E e mais um dia cansativo devido a uma avaria no autocarro, tendo de ir trocar o autocarro à Musgueira. Para não bastar ainda tive de levar com algumas más disposições de quem não arranjou melhor forma de começar a semana.

O primeiro foi um passageiro que reclamou comigo por eu estar a chegar a Belém e o eléctrico estar a partir, não permitindo assim o transbordo (como se eu tivesse culpa...). Depois e já bem perto do fim do dia, um senhor com os seus 70 e tais anos, lembrou-se de me insultar.

Faltavam 5 minutos para partir de Algés e como estava frio na rua, abri a porta para que os passageiros entrassem e aguardassem sentados. Maldita a hora que tive esta ideia. O cliente pede para sair desta forma: «Abra a porta, porque quero sair sff. Já que você não sai daqui, saio eu...» e abri.... O tipo sai do autocarro e começa a insultar-me. «Vocês fazem o que querem, são uns Cabrões, sou eu que vos pago o ordenado....» e la foi aos gritos por Algés fora.

Agora digam lá que isto é um mar de rosas e que ser motorista da Carris é só acelerar, travar e abrir portas. Amanhã 708 e depois termino a semana com dois dias na 701.

P.S.: Este post está fora do habitual e mais extenso porque resume uma semana, dado um problema informático (vírus) que me impossibilita de aceder à net todos os dias.

5 comentários:

Pedro Almeida disse...

Que violência pá!!!
Apanhou-me enquanto "DISPARAVA".
Eu lá sou homem de andar por aí aos disparos a malta amiga. Sou um jovem do BEM pá lool.
Agora a sério, foi um prazer acompanhar-te na tua passagem pela carreira 15E, e claro registar esse momento fotograficamente.
Ainda por cima sabendo da tua paixão por eléctricos, acredita que foi mesmo um luxo ter a oportunidade de acompanhar-te algumas horas naquela carreira!
Aqui fica o meu muito obrigado!!


E como o post já vai longo...
Votos de boas carreiras e um abraço aqui do madeirense!!

Anónimo disse...

Caro Rafael, gostei bastante do seu blog. Vidita interessante a de um motorista da carris, não é?
Um abraço sociológico.
Paulo Gonçalves

Anónimo disse...

PS: deixo-lhe aqui o endereço do meu blog para casos lhe apeteça dar uma vista de olhos.
http://sociologiaparaprincipiantes.blogspot.com/

Cumprimentos sociológicos
Paulo Gonçalves

Al disse...

gabo-lhe a coragem para aturar os lisboetas, tantos tão ou mais idiotas que esse velho. Se me cruzar consigo a ver se me lembro de o cumprimentar. Continue!

Carlos Correia disse...

Acho que agora percebo porque é que um amigo meu que é guarda-freio lá em cima na STCP diz que é profundamente anti-velhos...
Cumprimentos.

Translate